O Youtube se transformou na maior referência de reprodução de vídeos online. E para se manter no topo, a empresa tem desenvolvido maneiras de intensificar a fiscalização em cima dos conteúdos que são publicados. A novidade da vez é que a plataforma vai desenvolver uma ferramenta específica para uma função de “roubos”.

A nova proposta tem agradado bastante os produtores de conteúdo que utilizam o Youtube como ambiente de trabalho. Em maio deste ano o Youtube chegou a marca de 1,8 bilhão de usuários ativos, mostrando a força que os usuários dão para os profissionais que confiam no endereço para publicar vídeos.

Vídeos no youtube

O rigor do Youtube

A nova ferramenta do Youtube vai funcionar da seguinte forma: usuários que tiverem algum vídeo na plataforma serão notificados caso seu material tenha sido copiado. Esse recurso só poderá ser usado por canais que tenham mais de 100 mil inscritos. Entretanto, a empresa já anunciou que em breve ele será estendido para o público em geral.

Assim que o vídeo for publicado na plataforma, um robô vai analisar se o conteúdo é original ou se há algo parecido. Esse scanner foi batizado de Copyright Match Tool (ferramenta de paridade de direitos autorais.

Mulher e homem gravando vídeo

Punições para os conteúdos

Caso a ferramenta encontre algo estranho, uma notificação será enviada para o produtor do conteúdo original. Em seguida, ele poderá decidir o que faz, podendo enviar um comunicado para o responsável pelo vídeo copiado ou então pedir para que o próprio Youtube tome as devidas atitudes.

Será considerado o original aquele que postar o vídeo pela primeira vez no Youtube. Se o conteúdo for “roubado” de outros endereços como Vimeo ou Facebook, o Copyright Match Tool nada poderá fazer. A expectativa é que muitos canais percam parte de seu material a partir de agora, principalmente aquele que reproduzem materiais de canais de televisão.

E aí, amigo, você acha que a novidade vai proteger mais os produtores de conteúdo do Youtube?

O post Youtube vai ficar mais rigoroso na fiscalização de vídeos apareceu primeiro em Portal Digaí.



Fonte: Digaí

Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Deixe um comentário